Filtros para Pintura a Pó

FILTRO PARA CABINE DE PINTURA A PÓ E DESEMPOEIRAMENTO

Exclusivo acabamento em poliéster, celulose ou aluminizado anti-estático, repelente à água, dificulta a aderência o pó ao meio filtrante, proporciona maior facilidade de limpeza e redução de até 80% na quantidade de pó perdido por retenção no filtro.

CARTUCHO CELULOSE

DEFINIÇÃO

Elementos filtrantes em celulose. Para aplicações onde o nível de

exigência seja bastante leve e a recuperação de pó, em cabines de

pintura, não seja relevante. E não permitem lavagem e reutilização.

APLICAÇÕES

Cabines de pintura a pó;

Cabines de jateamento;

Sistemas de despoeiramento;

Ventilação ambiental;

Turbina a gás.


VANTAGENS

Opção econômica.

FILTROS EM POLIÉSTER PARA SISTEMAS DE DESPOEIRAMENTO E CABINES DE PINTURA

Elemento anti-estático, repelente à água, apresenta maior durabilidade e economia, com elevado índice de recuperação de pó.

Exclusivo acabamento aluminizado anti-estático ou repelente à água,

dificulta a aderência do pó ao meio filtrante, proporciona maior

facilidade de limpeza e redução de até 80% na quantidade de pó perdido

por retenção no filtro.

Não solta fibras.

Elimina os custos de rejeição e retrabalho devido à contaminação

causada pelo desprendimento das fibras de celulose dos filtros

convencionais.

Pressão de contra-fluxo muito menor.

Trabalha com apenas 40 psi de pressão de contra-fluxo: 50% de economia de consumo de ar comprimido e redução substâncial no ruído.

Extremamente resistente às mais diversas condições de uso.

Não necessita de tela externa.

Devido à grande resistência do meio filtrante, não necessita de tela

de proteção externa que impede o fluxo uniforme de pó sobre o meio

filtrante, aumenta a perda de carga e dificulta a limpeza do filtro.

Alta eficiência de 99,995% na faixa de 1 micron. A qualidade das fibras de poliéster garante maior eficiência de filtragem e vida útil mais longa.

Lavável.

O meio filtrante em poliester é facilmente lavável e reutilizável.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS FILTROS EM POLIÉSTER

Meios Filtrantes

Poliéster aluminizado.

Poliéster repelente à água.

Poliéster com película de Teflon.

Fibra

100% poliéster.

Eficiência

99,995% partículas acima de 1 mícron.

Permeabilidade do Ar

25 CFM @ 1/2″ ∆P.

Estabilidade Térmica

2% máximo a 121 ºC.

Limpeza

Pode ser lavado e reutilizado.

Temperatura de Trabalho

Máximo de 93 ºC.

INSTRUÇÕES DE MANUSEIO

Para garantir o melhor desempenho dos filtros, é necessário seguir as instruções de manuseio abaixo.

  1. Remova o cartucho da embalagem de papelão (caixa), segurando o filtro pela parte interna ou externa da tampa metálica.
  2. Puxe o filtro da caixa levantando-o para cima.
  3. Não toque a superfície filtrante durante o transporte do cartucho, manuseie os filtros pelas tampas metálicas. Alguns modelos de filtro podem ter uma tela de proteção externa que pode ser apoiada para transporte. Se esta tela não estiver presente e o meio filtrante tiver que ser utilizado para apoio, use luvas de latex ou de malha macia até que o filtro esteja instalado no coletor.
  4. Tenha cuidado para não bater as plissas contra as portas ou mecanismos de fecho do coletor.
  5. Quando instalado, assegure que a superfície de apoio da guarnição de borracha esteja limpa. Uma boa vedação prolongará a vida útil dos filtros.
  6. Aperte o cartucho conforme necessário para obter uma boa vedação. Se o cartucho começar a deformar pare de apertar.
  7. Antes de operar o equipamento, tenha certeza que a pressão de contra fluxo (pulse jet), e não exceda o valor recomendado. Não é necessária alta pressão para limpar os filtros cartucho.

AJUSTE DA PRESSÃO DO PULSE-JET PARA OTIMIZAR A LIMPEZA

Antes da utilização dos filtros cartucho, o sistema de limpeza pulse-jet deve ser ajustado para se obter a máxima performance e prevenir que os filtros sejam danificados.

  1. Ajuste a pressão de contra-fluxo para 40 psi (2,8 Kgf/cm2), se não houver um regulador de pressão disponível, instale um regulador na linha de pressão antes do reservatório de ar comprimido do equipamento.
  2. Acione o sistema / equipamento com pressão de 40 psi (2,8 Kgf/cm2), e monitore o desempenho e perda de carga através dos cartuchos. Caso seja necessária uma pressão maior para remover o pó do filtro, aumente a pressão gradativamente até o máximo de 60 psi (4,2 Kgf/cm2). Nunca exceda a pressão de 60 psi (4,2 Kgf/cm2).

PROCEDIMENTO DE LIMPEZA PARA FILTROS DE POLIÉSTER

Os filtros podem ser limpos, mas de forma extremamente cuidadosa, seguindo os procedimentos abaixo. Durante a limpeza dos filtros qualquer abrasão na superfície filtrante vai afetar o desempenho dos mesmos.

ATENÇÃO

  • Não utilize água ou ar com alta pressão.
  • Não utilize escovas ou dispositivos similares.
  • Não utilize óleos, solventes ou detergentes.
  • Não utilize jato de pressão no lado sujo do filtro.
  • Use trajes de proteção adequados ao contaminante que está sendo removido e assegure que o resíduo gerado seja armazenado e descartado apropriadamente.

OBSERVAÇÃO

Registre a perda de carga do filtro antes da limpeza.

LIMPEZA – MÉTODO À SECO

  1. Desligue o ventilador do equipamento e mantenha o sistema de limpeza por jato pulsante trabalhando por 60 minutos, com intervalo de 15 segundos e pressão de 60 psi, ou o mais perto que seja possível deste intervalos, conforme o projeto do equipamento.
  2. Remova o elemento da unidade e limpe com uma pistola manual de ar comprimido à 60 psi. O orifício do bico deve ser igual ou maior do que 3/8” (9,5 mm), para proteger o filtro.
  3. Movimente a pistola pela parte interna do filtro para cima e para baixo, cobrindo toda a área do elemento filtrante. Se ainda houver contaminante visível na parte externa do filtro (lado sujo), limpe a parte externa movendo a pistola paralelamente à plissa, em um ângulo de 45º à superfície e à uma distância suficiente pata evitar que o meio filtrante seja danificado. Tente remover o contaminante da superfície sem forçá-lo para dentro dos poros do filtro. Ao terminar, repita a operação na parte interna do filtro para remover as partículas que tenham sido forçadas para dentro dos poros do filtro pelo limpeza do lado sujo.
  4. Inspecione o lado limpo do coletor de pó procurando acúmulo de pó, desgaste ou quebra de componentes do sistema de jato pulsante. Limpe ou repare se necessário.
  5. Reinstale os filtros e anote a perda de carga. Se a limpeza indicar uma significativa redução na perda de carga e seja necessário se repetir a limpeza manual freqüentemente, revise as condições de operação do equipamento com o fabricante.

LIMPEZA – MÉTODO COM ÁGUA

  1. Remova todo o excesso de pó conforme descrito na seção “LIMPEZA – MÉTODO À SECO”.
  2. Prepare uma solução de água e sabão em pó específico para lavar louça de 2 – 3% (~ 7-8 gramas por litro de água), e mergulhe o filtro por aproximadamente 10 minutos.
  3. Remova o elemento e enxágüe a parte interna do filtro com uma mangueira de água com bico de 3/8” ou maior e que não exceda a pressão de 50 psi. Enxágüe e remova todos os resíduos de sabão de ambos os lados do meio filtrante.
  4. O enxágüe da superfície externa deve ser feito com a pistola da mangueira de água posicionada paralela às plissas formando um ângulo de 45º com a vertical.
  5. Deixe o elemento secar completamente, normalmente 24-48 horas à temperatura de 20ºC ou mais. Não secar no coletor com o ventilador ligado. Os filtros devem estar completamente secos antes de serem reutilizados.
  6. Reinstale os filtros e anote a perda de carga. Se a limpeza indicar uma significativa redução na perda de carga e seja necessário se repetir a limpeza manual freqüentemente, revise as condições de operação do equipamento com o fabricante.